Crédito Empresarial

Crédito Empresarial: quando é o melhor momento para solicitar?

Empresários em dificuldades muitas vezes se valem do crédito empresarial para reestruturar as finanças da organização. Entretanto, essa não é a única possibilidade do uso de empréstimos no ambiente empresarial — e, algumas vezes, nem mesmo é o melhor momento.

Como saber quando contratar um empréstimo? Quais aspectos das finanças da empresa devem ser levados em consideração? Como fazer um pedido de empréstimo sem que isso se torne um problema? Continue acompanhando este artigo para descobrir como usar o crédito empresarial a seu favor!

Saiba como funciona a análise de crédito para empresas

Quando uma empresa decide buscar empréstimos no mercado financeiro, tem que apresentar uma série de documentos e informações, que farão com que o valor da taxa de juros se altere. As variáveis que mais influenciam na análise de crédito de uma empresa podem ser resumidas em cinco “C’s”:

  • caráter: é a reputação do empresário e o relacionamento já construído com o banco;
  • crédito: é o histórico do cliente no mercado, como restrições em cadastros de maus pagadores, que podem causar até mesmo a negativa do empréstimo;
  • capacidade: é a sensibilidade do negócio perante as flutuações do mercado;
  • caixa: é o fluxo de dinheiro movimentado pela empresa nos últimos meses;
  • colaterais: são as possibilidades de oferecer garantias formais, como máquinas, veículos ou imóveis, que diminuem o risco da transação e, assim, reduzem o valor dos juros.

Por esse motivo, a contratação de crédito empresarial em um momento de crise financeira é uma alternativa cara. Nessa hora, uma consultoria especializada é uma boa opção para a criação de um diagnóstico empresarial e organizacional que vise a recuperação da empresa.

Conheça as modalidades de crédito empresarial

Existem diversas modalidades de empréstimos, sendo que as três principais direcionadas ao crédito empresarial são:

  • antecipação de recebíveis: a empresa antecipa valores de vendas a prazo. É utilizada, geralmente, em transações com cartão de crédito, cheques ou títulos de crédito;  
  • capital de giro: uma das modalidades mais caras, é utilizada para suprir uma deficiência de caixa para pagamento de despesas básicas, como folha de pagamento, fornecedores, etc.;
  • financiamento: são diversos tipos de contratos que se prestam a adquirir bens para a empresa.

Confira como solicitar um empréstimo para a sua empresa

O primeiro passo é definir qual a finalidade do crédito empresarial e, pensando na obtenção da melhor proposta, analisar os cinco “Cs” de sua empresa. Algo pode melhorar? Se puder, trabalhe nisso antes da contratação. Com tudo pronto, busque, primeiro, os bancos e financeiras com os quais já possui relacionamento e veja as opções disponíveis. Assuma parcelas que se acomodem no orçamento de sua empresa sem perder de vista o aumento dos juros em transações com longo prazo.

Antes de fechar negócio, faça as contas! Caso precise de ajuda, busque uma consultoria especializada e não caia na tentação de ceder às estratégias de vendas dos bancos e financeiras. Coloque a saúde financeira da sua organização em primeiro lugar!

O crédito empresarial é muito útil para o desenvolvimento das empresas, mas deve ser utilizado com cautela. Caso o empréstimo seja emergencial, será altamente custoso, trazendo consigo a necessidade de reestruturação da empresa, para evitar o agravamento da crise.

Agora que você aprendeu mais sobre crédito empresarial, aproveite a oportunidade para compartilhar esse conteúdo em suas redes sociais e manter seus amigos informados sobre o cotidiano empresarial!

Aproveite para continuar aprendendo: basta seguir as nossas redes sociais para ser informado das novidades! Estamos no Facebook, no Linkedin e no YouTube.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *