Tecnologia e Inovação (TI / Telecom / Segurança da Informação / Lei do Bem / P&D)Protejam seus celulares – 20 formas de prevenção em caso de roubos e fraudes

Os aparelhos celulares hoje são hoje os principais caminhos para que bandidos, golpistas e fraudadores tentem roubar dinheiro das pessoas. Essas ferramentas são utilizadas para ligações e mensagem que enganam as vítimas. Mais, além disso são foco de vírus ou até mesmo furtos que se tornam cada vez mais frequente.

Exemplo é o que acontece diariamente no centro de São Paulo, onde bandidos de bicicleta pegam aparelhos e somem rapidamente. Foram mais de 200 mil ocorrências na capital paulista em 2022. Só em janeiro deste ano o 3° DP de São Paulo registrou 5.800 roubos.

Existe todo um esquema em volta do tema, com um grande comércio de aparelhos roubados. Com o roubo do smartphones os golpistas invadem contas em instituições financeiras, atacam ou roubam de perfis das redes sociais, também roubam a identidade das pessoas e podem fazer uma grande devassa na vida das vítimas, que têm grande parte de suas vidas registradas dentro do aparelho.

A ação de golpistas se tornou tão sofisticas, que em poucos minutos após o furto ou roubo, eles já entram em contas e fazer um grande estrago na vida das pessoas. Eles têm formas de acessar os smartphones muito avançadas, chegando ao extremo de conseguirem clonar a digital dos usuários com técnicas que utilizam um pó para obter esse registro que ficou na tela do aparelho.

Mas, ele não precisam roubar, os golpes também ocorrem com outras técnicas, como mensagens e vírus. Outro problema é que esses aparelhos podem também serem clonados. Enfim, são muitos os riscos. Mas, é possível usar alguns recursos para aumentar a sua segurança e a privacidade dos seus dados em caso de roubos e para não sofrer um golpe ou ter a sua identidade roubada pelos criminosos. Veja alguns:

  1. Mantenha sempre o sistema operacional e os aplicativos dos celulares atualizados;
  2. Escolha senhas fortes, por mais que possam ser difíceis de lembrar, evite números sequenciais, datas fáceis e combinações simples. Por mais que seja difícil lembrar, não anote nem salve no aparelho;
  3. Utilize múltiplas formas de seguranças oferecidas como acesso por biometria ou digital; dupla cerificação e tudo que for possível. A dificuldade de acesso será compensada ao evitar golpes;
  4. Caso tenha vários aparelhos celulares é preciso que cada um tenha senha diferente e também tenha senhas diferentes para cada aplicativo que pedir essa segurança;
  5. Tenha anotado o IMEI do celular (número de identificação), ele é fundamental em casos de roubo ou perda do aparelho. Essa restrição impede que o smartphone se conecte às redes das operadoras móveis e desestimula a utilização de produtos sem a devida procedência;
  6. De tempos em tempo faça uma limpeza de conversar e mensagens em seus aparelhos e evite compartilhar dados pessoais e bancários, bem como senhas por meio de mensagens e e-mail;
  7. Utilize, em caso de contas bancárias e outras, a segurança do PIN, que pode parecer antiquado, mas é uma grande segurança;
  8. Faça a troca das senhas periodicamente e sempre escolha senhas fortes e seguras, com letras maiúsculas e minúsculas, números e caracteres especiais.
  9. Caso anote as senhas por meio eletrônico como blocos de notas, e-mails, mensagens de WhatsApp ou outros locais do celular, coloque outra senha para abrir esse aplicativo;
  10. Uma boa forma de se proteger é utilizar um gerenciador de senhas, como o LastPass, True Key, Kaspersky Password Manager ou o 1Password;
  11. Nunca clique em links que tenham origens desconhecidas e se preocupe também com as extensões e se tem o site tem cadeado de proteção. Só instale aplicativos das lojas oficiais;
  12. Cuidado com joguinhos grátis, aplicativos caros desbloqueados, pode ser uma fria. O melhor a fazer é buscar a versão oficial nas lojas dos próprios sistemas, Google Play Store e App Store. E mesmo antes de baixar qualquer aplicativo, verifique o desenvolvedor e olhe os comentários.
  13. Em caso de uma promoção tentadora, duvide. Ao receber um anúncio de promoção, acesse a loja diretamente pelo navegador, digitando o endereço;
  14. Use antivírus no smartphone, essa é uma prática pouco comum das pessoas.
  15. Não só use o bloqueio automático da tela do celular sempre, como escolha opção mais rápida disponível
  16. Desative as notificações que são exibidas na tela inicial quando o smartphone estiver bloqueado, essa praticidade pode ser uma porta de entrada para os golpistas;
  17. Não deixe salvo dados do cartão de crédito em apps de delivery, de compras e outros nos celulares;
  18. Use sempre um cartão virtual temporário, que pode ser bloqueado rapidamente, nos aplicativos e também nos sistemas de pagamento por aproximação (Apple Pay, Samsung Pay ou Google Pay)
  19. Uma senha que é fundamental decorar é do iCloud, para iPhones, e do Google, para celulares Android, assim se acessa rapidamente os sites desses e bloqueia todo o aparelho;
  20. Por fim e bem simples, sempre limpe as marcas de dedos do aparelho; os bandidos hoje já conseguem com um determinado pó capturar a sua impressão digital.

Afonso Morais – É advogado especializado em cobrança e direito do consumidor e Sócio Fundador da Morais Advogados Associados. empresa associada ao Grupo Alliance. Está à frente do podcast Falando de Fraudes. 

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *