IPI menor não deve ser fator nº 1 na compra de carro, dizem analistas

Com a proximidade do fim do desconto no Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), a indústria automotiva espera um leve “aquecimento” nas vendas no final do ano, que deve ser marcado pela segunda queda seguida, após uma década de altas.

A partir de janeiro, a alíquota do IPI deve voltar ao normal, o que deverá fazer o preço dos carros subir, em média, 4,5%, segundo a associação de fabricantes (Anfavea).

Leia mais