CPrepare Se Em 8 Semanas Para Correr 5 Km

Prepare-se em 8 semanas para correr 5 km

Prepare-se em 8 semanas para correr 5 km: dicas de saúde e equipamentos necessários para maior desempenho.

Chegamos ao #3ª e última dica aos nossos futuros corredores que vão encarar nosso percurso de 5k no Pq. Ibirapuera. Desta vez traremos uma dieta diferenciada para quem busca maior condicionamento físico, saúde e disposição para encarar seus maiores desafios. Lembre-se de sempre ter o acompanhamento de um profissional especializado.  A DETERMINAÇÃO DE HOJE É O SUCESSO DE AMANHÃ!

Nos vemos na 7ª Corrida e Caminhada, até lá!

Os benefícios da corrida são inúmeros, mas como toda atividade física, se não for praticada de forma correta, pode gerar problemas no corpo. As causas para lesões são uma combinação de fatores, mas o principal motivo, segundo ele, é o aumento da carga de exercício de forma abrupta. Seja no caso dos famosos corredores de fim de semana, que num sábado resolvem correr sem estarem treinados, ou, mesmo, em corredores regulares, que decidem aumentar consideravelmente sua carga de treino. Por isso, ao sinal de qualquer problema, consulte um médico.

– O início gradual da corrida, isto é, começar a correr devagar e acelerar progressivamente e o alongamento ao fim da prática são essenciais para evitar as lesões. Pode parecer clichê, mas o importante é ir devagar e sempre – adverte o ortopedista Marco Bernardo, chefe do Grupo de Cirurgia do Quadril do Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia (Into).

Segue uma dieta balanceada que separamos para você:

Alimentação saudável para atletas

DESJEJUM:

  1. Leite desnatado ou iogurte light;
  2. Um pão integral ou light com queijos também lights (requeijão, cottage, ricota). O pão pode ser substituído por torrada

COLAÇÃO (lanche da manhã):

  1. Uma fruta.

ALMOÇO:

  1. Alimentação colorida e variada, diversos grupo alimentares que se complementam;
  2. Proteína magra 1 filé de carne ou 1 filé de frango ou 2 filés de pexe ou 2 ovos;
  3. Hortaliças A: verduras (alface, agrião, tomate, palmito, berinjela, couve-flor, brócolis, couve);
  4. Hortaliças B: legumes (abóbora, abobrinha, beterraba, cenoura, vagem, chuchu);

LANCHE:

  1. Pão integral com queijo light ou barra de proteína ou iogurte light com cereal ou leite desnatado / iogurte light com fruta ou biscoito integral.

JANTAR:

  1. Proteína magra: 1 filé de carne ou 1 filé de frango ou 2 filés de peixe ou 2 ovos;
  2. Hortaliças A: verduras (alface, agrião, tomate, palmito, berinjela, couve-flor, brócolis, couve);
  3. Hortaliças B: legumes (abóbora, abobrinha, beterraba, cenoura, vagem, chuchu);
  4. Arroz, batata, aipim ou sanduíche com queijos light e frios magros (peito de peru, blanquet);
  5. Fruta ou picolé de fruta ou chocolate até 25 g.

CEIA:

  1. Uma fruta ou iogurte light ou barra de cereal de fruta.

 

Dicas de equipamento:

O “frequencímetro”, ou monitor cardíaco, serve para medir e controlar os batimentos cardíacos de uma pessoa durante a prática da atividade física. Com ele, o indivíduo percebe se o esforço está além do que deveria ou se pode dar um gás nos treinamentos. Sendo assim, quem usa o aparelho tem uma maior precisão do que está acontecendo, consequentemente, está mais seguro. Alguns monitores também indicam a quantidade de calorias que foram gastas com o exercício, o consumo de oxigênio e quanto tempo o atleta permaneceu na mesma condição física. Pode se encontrado em lojas de produtos esportivos ou casas que vendam equipamentos médicos. Os preços variam de R$ 59,00 a R$ 3.689,90.

Gostou das nossas dicas? Confira mais artigos sobre este assunto:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *