Inadimplência Empresarial

4 dicas de como evitar a inadimplência empresarial e o risco de crédito

Um problema crescente no mercado é a inadimplência empresarial. De acordo com a Serasa Experian, cerca de 5,4 milhões de empresas estavam inadimplentes em janeiro de 2018. Esse número foi o maior desde 2015, quando começou o levantamento de dados sobre o tema.

Com graves consequências para o negócio, a inadimplência pode ser evitada com algumas ações, como um bom planejamento. Neste texto, esclarecemos dúvidas comuns sobre o assunto para que você evite esse problema!

O que é a inadimplência empresarial?

A inadimplência refere-se à falta de cumprimento de uma obrigação, mais especificamente ao não pagamento de um compromisso financeiro dentro do prazo estabelecido. Assim como esse problema atinge muitos brasileiros que não pagam as dívidas em tempo e acabam com o “nome sujo”, também há inadimplência entre as empresas.

Quais são suas consequências para o negócio?

Geralmente causada pela retração do consumo e pela falta de organização, a inadimplência empresarial tem um impacto negativo na saúde financeira do negócio e também no mercado, em geral. Afinal, uma empresa inadimplente abala toda rede ao seu redor, incluindo distribuidores, fornecedores, lojistas e até mesmo os clientes.

Veja algumas consequências da inadimplência empresarial:

  • prejudica a fidelização de clientes;
  • afeta a obtenção de lucro;
  • prejudica a imagem da companhia;
  • abala as atividades e os processos da empresa;
  • causa perda de competitividade diante dos concorrentes;
  • reduz investimentos no negócio, sobretudo os direcionados à expansão e à inovação;
  • compromete a obtenção de crédito perante os fornecedores e instituições financeiras;
  • pode levar a uma necessidade de diminuir contratações ou aumentar a demissão de funcionários;
  • em casos mais sérios, pode resultar no fechamento de negócios.

Como evitar a inadimplência empresarial?

Mesmo sendo um problema que afeta muitas empresas, a inadimplência pode ser evitada com alguma práticas. Veja quais são elas!

1. Faça uma análise dos clientes

A falta de pagamento dos consumidores pode prejudicar a saúde financeira da empresa e, com isso, levá-la a uma situação de inadimplência. Para prevenir essa situação, é importante manter o cadastro atualizado dos clientes — com uma boa proteção de dados — e fazer uma análise de crédito criteriosa.

Verifique qual é o risco de crédito, ou seja, qual a probabilidade do cliente deixar de pagar uma dívida, de acordo com o seu histórico. Se um cliente tem fama de mau pagador e um histórico de reclamações, é bom pesar a decisão da venda ou, no mínimo, diminuir o crédito concedido, pois a chance dele ser inadimplente também com a sua empresa é bem alta.

2. Adote um sistema de cobrança

O problema com o não pagamento de um cliente vira uma situação cada vez mais complexa, já que os juros e multas podem elevar a dívida a um valor tão alto que torna mais difícil sua empresa reaver aquele dinheiro. Existem ferramentas e serviços especializados em tornar esse processo automatizado.

3. Mantenha a organização interna

Quer sua empresa preste serviços de turismo, de obtenção de alvarás e licenciamentos ou atue em qualquer outro ramo, a organização e o controle administrativo-financeiro são fundamentais.

Além de prestar atenção aos clientes e às contas a receber, a empresa deve evitar o atraso de pagamentos a fornecedores e parceiros. Para isso, é preciso uma boa organização financeira.

4. Tenha um plano de contingência

Se a sua empresa já está inadimplente, é preciso elaborar um plano estratégico para conter a crise da maneira mais rápida possível. No entanto, o ideal é já ter um planejamento pensado para lidar com imprevistos e dificuldades de forma a prevenir que o negócio chegue a uma situação prejudicial.

Assim como um regulamento interno traz instruções a serem seguidas pelos funcionários, um planejamento contém indicações para gerenciar possíveis adversidades e problemas. Assim, é possível controlar uma crise logo no início.

Com essas dicas, fica bem mais fácil evitar a inadimplência empresarial! Qualquer negócio está sujeito a dificuldades financeiras, no entanto, organização e controle são fundamentais para evitar esse problema.

Achou útil este texto sobre inadimplência empresarial? Então compartilhe o post com seus amigos nas redes sociais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *